- Conteudo Principal

Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância

Em 1989, uma mulher norte americana (Bonnie Finney) amarrou uma fita azul na antena do carro, em homenagem ao seu neto, vítima mortal de maus tratos. Com esse gesto quis “fazer com que as pessoas se questionassem”. A repercussão desta iniciativa foi de tal ordem que abril passou a ser o Mês Internacional da Prevenção dos Maus Tratos na Infância.

banner campanha mês da prevenção 2020

Agitar consciências e contribuir para a implementação de políticas de prevenção: são estes os objetivos do Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância, que todos os anos se realiza em abril.

A Comissão Nacional de Promoção e Proteção das Crianças e Jovens empenha-se particularmente em sensibilizar o país para a necessidade de cuidar e proteger os mais novos, apoiando as CPCJ.

De acordo com a OMS, a violência é um dos mais graves problemas de saúde pública do nosso tempo, quer pela sua dimensão, quer pelas consequências a curto, médio e longo prazo.

“Serei o que me deres…Que seja amor” é o mote desta campanha, que, em Lisboa, é uma organização conjunta da Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção de Crianças e Jovens e da Câmara Municipal de Lisboa,

De norte a sul, multiplicam-se atividades que envolvem milhares de crianças, num esforço coletivo para combater práticas violentas, sejam maus tratos físicos ou psicológicos, simbolizados internacionalmente por um laço azul.

Veja aqui os spots televisivos das campanhas de 2019 e de 2020.

Assista aos vídeos dos laços azuis, que se formaram um pouco por todo o país para encerrar a campanha no final de abril, fruto do trabalho das CPCJ:

Laços Azuis 2019

Laços Azuis 2020